segunda-feira, 25 de agosto de 2014

SimpliCIdade


Não sei nada sobre você
Não qual sua comida favorita
Não sei o nome da sua primeira namorada
Não o que pensa antes de dormir
Nem o que espera ao acordar
Não imagino seus planos

Não sei qual as cores do seu dia
Será que está feliz ou triste neste instante ?
Não sei o que te faz sorrir
Nem porque chora

Será que se sente sozinho?
Não faço idéia de quantos livros leu
Quais as músicas que  lhe tocam
E as que detesta
Quantos amores deixou no caminho
E quantos ainda não esqueceu

Quantas mulheres em vão sonharam
E quantas fizeram - no se perder

Só  sei que nossos destinos hão de se cruzar
E você é a pessoa que pela vida esperei
E que vem vindo ao meu encontro
E de braços abertos estou a lhe aguardar

Pra viver toda simplicidade que um dia ousamos sonhar!

sábado, 9 de agosto de 2014

Canto de despedida ao Pássaro

De todos os bichos
Que a mim rodearam
Foste tu, passarinho 
Que enfim roubaste meu coração 
Mas o zelo com que me guarda
Não permitiu a ti pousar em minhas mãos

Embora teu canto transborde em mim
A sublime sensação do teu carinho
Sei que em outros ninhos queres pousar
E que a mim resta tão somente e ao longe
O teu vôo observar

Lembrar ao te buscar no horizonte
Do teu destino de voar
E ao peito pulsante
A inquieta esperança 
De teu coração aprisionar

Ana Carolina Alencar